A autoridade do Papa segundo a Bíblia

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Autoridade do Papa na BibliaA autoridade que o Papa tem sobre a Igreja Católica e sobre os católicos é muito questionada por outros cristãos e também, até mesmo por pessoas que nem tem a fé em Jesus Cristo. Talvez seja um dos temas que mais causam discussões e desentendimentos.

Obviamente a intenção aqui não é fazer nenhum proselitismo, ou seja, não é fazer ninguém mudar de religião. É de católico para católico, especialmente para você que muitas das vezes é questionado quanto a isso e fica sem resposta e o pior, fica cheio de dúvidas.

Provar algo no campo da fé para alguém pode ser complicado, pois São Paulo vai dizer em Hebreus 11, 1 “A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito do que não se vê”, portanto, por exemplo, se formos provar a fé para um ateu é algo humanamente impossível. Mas como você tem fé e as pessoas que às vezes o questiona também tem fé, embora diferente, isso é possível. E nosso parâmetro para provar verdades de fé é a Bíblia, a Palavra de Deus.

São Paulo vai dizer em Efésios 3, 10-11 “Assim, de ora em diante, as dominações e as potestades celestes podem conhecer, pela Igreja, a infinita diversidade da sabedoria divina, de acordo com o desígnio eterno que Deus realizou em Jesus Cristo, nosso Senhor”, portanto, a nossa verdade de fé vem da Igreja. Não se escandalize! Você podia até ter pensando, a nossa verdade de fé vem da Bíblia, mas talvez você não saiba, a Bíblia saiu da Igreja e não a Igreja saiu da Bíblia. Acredita-se que o primeiro livro escrito do Novo Testamento é a primeira carta de São Paulo aos Tessalonicenses que foi escrita por volta do ano 60 d. C. e o último foi o livro do Apocalipse por volta do ano 100 d. C. A primeira Bíblia foi compilada por São Jerônimo no ano 300 d. C e se chamava Vulgata e só por volta do ano de 1520 com o advento da prensa de Gutenberg, ou seja, uma impressora que fosse possível a impressão em escala que a leitura Bíblica se tornou comum e acessível a todos. E como você acha que esse tempo todo a Igreja e os cristãos sobreviveram? Como a fé foi perpetuada durante todo esse tempo, inclusive com inúmeros santos e mártires? Foi através da tradição apostólica!  Biblicamente São Paulo nos afirma isso em 2 Tessalonicenses 2, 15 “Assim, pois, irmãos, ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por palavras, seja por carta nossa”, ou seja, de forma oral (por palavras) ou pelas escrituras (por carta nossa).

A Igreja Católica tem três pilares! A Tradição, o Magistério e a Bíblia, sendo que a Bíblia como mencionei acima saiu da Tradição e o Magistério, portanto, quem crê na Bíblia de uma forma ou de outra, crê na Igreja Católica Apostólica Romana.

Muitos não gostam do Rosário por achar ser uma oração cansativa e repetitiva, mas o Rosário é contemplativo! No Rosário a cada mistério contemplamos a nossa redenção e as Aves Maria digamos, que seja as músicas de fundo ou então o cronometro espiritual da meditação e contemplação de cada mistério. Em alguns mistérios vemos a humildade que Jesus, Maria e José tiveram. Peguemos por exemplo, a apresentação do menino Jesus no Templo narrada em São Lucas 2, 21-40. Convido a refletirmos sobre isso, imagine Nossa Senhora sabendo que estava grávida do Messias, do Salvador e mesmo assim se submeteu a autoridade religiosa da época e apresentou-o no Templo. Ela podia muito bem pensar “meu Filho é o Messias, eu sou Mãe do Messias, não preciso me submeter a nenhuma religião”, mas Ela não pensou assim! Foi humilde e apresentou Jesus no Templo.

Outro exemplo dentre tantos, foi o batismo de Jesus narrado em São Mateus 3, 13-17 em que Jesus também se sujeita a São João Batista por quem é batizado, mesmo São João Batista dizer que não é digno nem de desatar-lhe as sandálias.

A humildade é uma marca do cristão! Jesus muito mais falou o que deve ser feito ou como se deve comportar, Jesus fez! Um princípio de liderança muito moderno nos dias atuais, em que não se tem mais chefe, mas sim um líder, uma pessoa que faz junto e não só que manda, Jesus já usava esse conceito. Ele mesmo disse em São Mateus 11, 29 “Tomai meu jugo sobre vós e recebei minha doutrina, porque eu sou manso e humilde de coração e achareis o repouso para as vossas almas”. Sabemos quem caiu por soberba e vaidade…

O próprio Jesus afirma no Santo Evangelho a quem entregou as chaves do céu e a quem confiou, conforme São Mateus 16, 18-19 “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”, mas segundo alguns é uma interpretação errada que é feita, mas mal sabem que a autoridade Papal é prefigurada desde o antigo testamento.

Sao Pedro nosso primeiro Papa

Autoridade Papal é prefigurada desde o antigo testamento e confirmada no novo

Centenas de anos antes de Cristo, os israelitas já se referiam a seus grandes líderes espirituais Abraão, Isaac e Jacó como pais (patriarcas) e agora, depois da reforma protestante esse patriarcal, segundo eles, já não existe mais. Cada um interpreta as escrituras da forma que quer e do jeito que quer, o resultado é essa grande divisão que há no meio protestante. Jesus já nos exortava quanto a isso em São Marcos 3, 24 “Pois, se um reino estiver dividido contra si mesmo, não pode durar”. São Pedro também fala sobre a livre interpretação das escrituras em 2 Pedro 1, 20-21“Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Sagrada Escritura é de interpretação pessoal. Porque jamais uma profecia foi proferida por vontade humana.”

Assim como muitas profecias e acontecimentos narrados no novo testamento, a autoridade Papal também é prefigurada no antigo, conforme Isaías 22, 22-23 “Porei sobre seus ombros a chave da casa de Davi; se ele abrir, ninguém fechará se fechar, ninguém abrirá; fixá-lo-ei como prego em lugar firme, e ele será um trono de honra para a casa de seu pai” e no novo testamento há a confirmação dessa “chave”, conforme São Mateus 16, 18-19 “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”. Veja a autoridade dada a Pedro, o que ele ligar na terra se liga no céu e não o contrário. A confiança em Pedro é tamanha, que o que ele ligar aqui o céu dirá “amém”.

O próprio São Pedro confirma sua autoridade narrada em Atos 15, 7 “Ao fim de uma grande discussão, Pedro levantou-se e lhes disse: Irmãos, vós sabeis que já há muito tempo Deus me escolheu dentre vós, para que da minha boca os pagãos ouvissem a palavra do Evangelho e cressem.”

Nosso Senhor Jesus Cristo, confirmou o pastoreio a São Pedro em São João 21 15-17 “Tendo eles comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes? Respondeu ele: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta os meus cordeiros. Perguntou-lhe outra vez: Simão, filho de João, amas-me? Respondeu-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta os meus cordeiros. Perguntou-lhe pela terceira vez: Simão, filho de João, amas-me? Pedro entristeceu-se porque lhe perguntou pela terceira vez: Amas-me?, e respondeu-lhe: Senhor, sabes tudo, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas.”

Será que Jesus se confundiu? Ou então seja bipolar? Óbvio que não! Deus não é homem para mentir, conforme Números 23, 19 “Deus não é homem para mentir, nem alguém para se arrepender. Alguma vez prometeu sem cumprir? Por acaso falou e não executou?” Como nossa fé proclama Jesus como Deus, temos Ele, Jesus que não só diz a verdade, mas é a verdade, conforme São João 14, 6 “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Autoridade Apostólica

Como toda organização ou grupo de pessoas, há que se ter uma liderança, no nosso caso o Papa que conta com os demais Apóstolos nos dias de hoje representados pelos Bispos. A autoridade apostólica (católica no caso) é muito questionada, por segundo alguns não ser bíblica. O mais curioso de tudo, é que “aparecem apóstolos” de forma muito recorrente no meio protestante e isso não se questiona. De onde vem essa autoridade apostólica? Quem a deu?!

No caso da Igreja Católica, temos uma linha de sucessão ininterrupta desde Pedro até o Papa atual e essa autoridade é bíblica sim! Podemos ver São Paulo dizendo sobre isso em 1 Timóteo 4, 14 “Não negligencies o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembléia dos anciãos te impôs as mãos” e também em Hebreus 13, 17 “Sede submissos e obedecei aos que vos guiam (pois eles velam por vossas almas e delas devem dar conta). Assim, eles o farão com alegria, e não a gemer, que isto vos seria funesto” e o próprio São Pedro em 1 Pedro 5, 1-3 “Eis a exortação que dirijo aos anciãos que estão entre vós; porque sou ancião como eles, fui testemunha dos sofrimentos de Cristo e serei participante com eles daquela glória que se há de manifestar. Velai sobre o rebanho de Deus, que vos é confiado. Tende cuidado dele, não constrangidos, mas espontaneamente; não por amor de interesse sórdido, mas com dedicação; não como dominadores absolutos sobre as comunidades que vos são confiadas, mas como modelos do vosso rebanho.”

Negar aos Apóstolos é o mesmo que negar a Cristo, conforme Ele mesmo nos ensina em São Lucas 10, 16 “Quem vos ouve a mim ouve; e quem vos rejeita a mim rejeita; e quem me rejeita rejeita aquele que me enviou.”

Sem falar na promessa que Jesus fez aos seus Apóstolos um pouco antes de ascender aos céus, conforme São Mateus 28, 20 “Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.”

Praca de Sao Pedro Autoridade PapalJesus não fundou religião e religião não salva. Será mesmo?

Uma falácia muito utilizada pelos inimigos da Igreja é que Jesus não fundou religião. Bem, isso é claríssimo em São Mateus 16, 18-19 conforme mencionado no artigo. Pois segundo dizem, nessa passagem não se usa o termo “religião”.

Se for necessário o uso do termo “religião”, peguemos a profecia de Isaías 42, 1 “Eis meu Servo que eu amparo, meu eleito ao qual dou toda a minha afeição, faço repousar sobre ele meu espírito, para que leve às nações a verdadeira religião”.

Como mencionei no início do artigo, todos os ensinamentos que Cristo deixou, foi guardado e protegido pela Igreja mesmo com perseguições e mortes e esse povo (Igreja) também é prefigurado em Isaías 55, 3-5 “Prestai-me atenção, e vinde a mim; escutai, e vossa alma viverá: quero concluir convosco uma eterna aliança, outorgando-vos os favores prometidos a Davi. Farei de ti um testemunho para os povos, um condutor soberano das nações; conclamarás povos que nunca conheceste, e nações que te ignoravam acorrerão a ti, por causa do Senhor teu Deus, e do Santo de Israel que fará tua glória.”

Quando Papa Bento XVI disse que fora da Igreja não há salvação, houve grande escândalo. Mas ele não disse nada demais, pois o que ele quis dizer é fora do que Cristo ensinou não há salvação e quer queira ou quer não, o que Cristo ensinou foi guardado e transmitido pela Igreja Católica. Portanto, fora disso realmente não há salvação, é o que garante a nossa fé o que não quer dizer que o cristão necessariamente tenha que ser católico.
Se religião não salva por que existe tanto proselitismo religioso? E por que se fundam tantas religiões? Se religião não salva, por que não deixam as pessoas nas religiões que já seguem, seja qual for e não fiquem a todo custo querendo “converter” as pessoas? Mas enfim.

Igreja de Roma preconiza a fé no mundo

A fé preconizada em Roma, ou seja, aconselhada e recomendada e isso é bíblico! Conforme Romanos 1, 7-8 “A todos os que estão em Roma, queridos de Deus, chamados a serem santos: a vós, graça e paz da parte de Deus, nosso Pai, e da parte do Senhor Jesus Cristo! Primeiramente, dou graças a meu Deus, por meio de Jesus Cristo, por todos vós, porque em todo o mundo é preconizada a vossa fé”, portanto, desde os primeiros cristãos já se tinha que Pedro era o líder, o Papa e que Roma onde Pedro se localizava era o centro da Igreja.

Condena-se também o estado do Vaticano, mas até isso biblicamente é mencionado conforme 1 Coríntios 12, 28 “Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os Apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro lugar os doutores, depois os que têm o dom dos milagres, o dom de curar, de socorrer, de governar, de falar línguas.”

A Igreja é o Corpo de Cristo, o povo de Deus, mas também é uma instituição, podemos ver isso em 1 Timóteo 3, 15 “Todavia, se eu tardar, quero que saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade”, também é o possível constatar algo semelhante e afirmando ser a Igreja a guardiã da verdade e não a Bíblia, conforme mencionado, a Bíblia saiu da Igreja e não o contrário em Efésios 3, 10-11 “Assim, de ora em diante, as dominações e as potestades celestes podem conhecer, pela Igreja, a infinita diversidade da sabedoria divina, de acordo com o desígnio eterno que Deus realizou em Jesus Cristo, nosso Senhor.”

Podemos ver também a salvação até então pertencente aos judeus sendo transferida, conforme São Mateus 21, 43 “Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele” e o foi entregue em Romanos (Cartas aos Romanos) 11, 17-18 “Se alguns dos ramos foram cortados, e se tu, oliveira selvagem, foste enxertada em seu lugar e agora recebes seiva da raiz da oliveira, não te envaideças nem menosprezes os ramos. Pois, se te gloriares, sabe que não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.”
O crescimento desse rebanho, o povo católico é mencionado em Atos 2, 47 “Louvando a Deus e cativando a simpatia de todo o povo. E o Senhor cada dia lhes ajuntava outros que estavam a caminho da salvação.”

Portanto, se você é católico louve a Deus! Isso é uma grande graça, uma grande bênção! Tenha orgulho de ser católico!

Jesus, o único caminho

Atire a primeira pedra aquele que nunca ouviu alguém dizer que os católicos são idólatras, hereges e assim por diante. Segundo os acusadores, não temos Jesus como Nosso Senhor. O mais engraçado que é apenas na Igreja Católica que a Eucaristia é o centro da fé. A Eucaristia, negada por tantas outros é o próprio Jesus em Carne, Sangue, Alma e Divindade conforme São Lucas 26, 26-28 “Durante a refeição, Jesus tomou o pão, benzeu-o, partiu-o e deu aos discípulos dizendo: Tomai e comei, isto é o meu corpo. Tomou depois o cálice, rendeu graças e deu-lho dizendo: Bebei dele todos, porque isto é o meu sangue, o sangue da Nova Aliança, derramado por muitos homens em remissão dos pecados.”Eucarisita Liturgia

Uma passagem muito utilizada pelos que atacam a Igreja é 1 Timóteo 2, 5 “Porque há um só Deus e há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo”, no entanto, mal sabem que isso é uma verdade de fé católica! Não temos outros deuses.

O que se tem que entender é que Igreja é também o Corpo de Cristo, Igreja é muito mais que Instituição, mas é o Seu Povo, conforme 1 Coríntios 12, 12 “Porque, como o corpo é um todo tendo muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo” e nós temos Cristo por cabeça, conforme Colossenses 1, 18 “Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas.”

Não vamos delongar na devoção dos Santos, mas quando temos devoção a algum Santo ou a Nossa Senhora não é que o Santo ou Nossa Senhora ou a própria Igreja como Instituição esteja no lugar de Cristo ou em pé de igualdade, quer dizer que Cristo intercede por nós na pessoa dessas pessoas que viveram uma vida de santidade e hoje desfrutam da glória de Deus. Se fosse assim, não podíamos interceder um pelo outro como fazemos com muita freqüência uns pelos outros.

Louve ao Senhor por você ser católico! É uma graça de Deus, uma bênção! É o que sempre digo quanto mais se estuda a Bíblica, mas católica se fica!

Mas não podemos ficar com bate boca, discussões e falta de respeito especialmente com pessoas que não compartilham da mesma fé que nós, São Pedro, nosso primeiro Papa nos exorta em 1 Pedro 3, 15 “Portanto, não temais as suas ameaças e não vos turbeis. Antes, santificai em vossos corações Cristo, o Senhor. Estai sempre prontos a responder para vossa defesa a todo aquele que vos pedir a razão de vossa esperança, mas fazei-o com suavidade e respeito.”


Paz e bem!

Fernando Y. Kanizawa
[email protected]

CAMINHO SAGRADO
www.caminhosagrado.com
www.facebook.com/caminhosagradoweb
@jesusmariajosek
www.instagram.com/caminhosagradodosenhor

Acompanhe a programação da “Web Rádio Sagrada”, baixe o APP para seu smartphone

Apple Store – https://goo.gl/atyFQq
Google Play – https://goo.gl/Lqn2c1

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *