Jesus é o único mediador?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

ponte

Segundo a Bíblia, Jesus não é o único intercessor diante do Pai. Temos também o Espírito Santo (Rm 8,26-27); os anjos (Jó 33,23; Zc 1,12); e qualquer um de nós (Cl 4,3). Jesus é o único mediador, segundo 1Tm 2,5, no sentido de ser o único mediador da Nova Aliança (Hb 8,6; 9,15; 12,24), como Moisés era mediador da Antiga Aliança (Gl 3,19). Não podemos ler o texto sem o seu contexto, nem interpretarmos uma passagem sem considerar o restante das Escrituras.
Em 1Tm 2,5, está dito: “pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo”. Fiz questão de destacar a conjunção “pois”, porque muitos a ignoram e, por isso, se perdem na interpretação desse capítulo 2 da carta de Paulo a Timóteo.

Jesus é nosso intercessor por excelência diante de Deus

“Este [Jesus], porque vive para sempre, possui um sacerdócio eterno. É por isso que lhe é possível levar a termo a salvação daqueles que por ele vão a Deus, porque vive sempre para interceder em seu favor.” (Hb 7,24-25).
“Filhinhos meus, isto vos escrevo para que não pequeis. Mas, se alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo.” (1Jo 2,1).
Quando na Bíblia o Apóstolo diz que há um só mediador entre Deus e os homens: Jesus Cristo, homem (1Tm 2,5), ele se referia à mediação de REDENÇÃO, de SALVAÇÃO, unicamente de Cristo, como está claro no versículo 6 desta referência: “Que se entregou como resgate por muitos. Tal é o fato, atestado em seu tempo.”
Portanto, cai por terra a vã tentativa de querer derrubar a mediação de intercessão dos Santos com um ou dois versos isolados das Escrituras. Os versículos do 1 ao 3 desta mesma referência confirma o que eu disse acima.
”Acima de tudo, recomendo que se façam preces, orações, súplicas, ações de graças por todos os homens, pelos reis e por todos os que estão constituídos em autoridade, para que possamos viver uma vida calma e tranqüila, com toda a piedade e honestidade. Isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador.”
Contudo, Jesus não é o único intercessor diante de Deus Pai, mas temos também o Espírito Santo, os anjos, os sacerdotes, qualquer um de nós, e, inclusive, os falecidos.

O Espírito Santo

“Outrossim, o Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis. E aquele que perscruta os corações sabe o que deseja o Espírito, o qual intercede pelos santos, segundo Deus.” (Rm 8,26-27)

Os anjos

“O anjo do Senhor disse: Senhor dos exércitos! Até quando ficareis insensível à sorte de Jerusalém e das cidades de Judá? Já faz setenta anos que estais irritado contra elas!” (Zc 1,12)
“Tenho desde já uma testemunha no céu, um defensor na alturas; intérprete de meus pensamentos junto a Deus, diante do qual correm as minhas lágrimas.” (Jó, 16,19-20)
“Se perto dele se encontrar um anjo, um intercessor entre mil, para ensinar-lhe o que deve fazer, ter piedade dele e dizer: Poupai-o de descer à sepultura, recebi o resgate de sua vida” (Jó 33,23-24)

Os sacerdotes

“Está alguém enfermo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor. A oração da fé salvará o enfermo e o Senhor o restabelecerá. Se ele cometeu pecados, ser-lhe-ão perdoados.” (Tg 5,14-15)

Qualquer um de nós

“Orai também por nós. Pedi a Deus que dê livre curso à nossa palavra para que possamos anunciar o mistério de Cristo. É por causa deste mistério que estou preso.” (Cl 4,3)
“Perdoai o pecado desse povo segundo a vossa grande misericórdia, como já o tendes feito desde o Egito até aqui. O Senhor respondeu: “Eu perdôo, conforme o teu pedido.” (Nm 14,19-20)

Os falecidos

“Então, tomando a palavra, disse-lhe Onias: Eis o amigo de seus irmãos, aquele que reza muito pelo povo e pela cidade santa, Jeremias, o profeta de Deus.” (2Mc 15,14)
“O rico disse: – Rogo-te então, pai, que mandes Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para lhes testemunhar, que não aconteça virem também eles parar neste lugar de tormentos.” (Lc 196,27-28) ** Obs1: Embora seja exemplo de intercessão de pessoa falecida, nessa passagem a intercessão não é diante de Deus. Obs2: Esta intercessão não foi atendida, pois não era da vontadade de Deus, mas foi aceita a possibilidade de uma pessoa que já morreu intercedesse por quem estava vivo aqui na terra.

Fonte: http://esclarecimentodeduvidascatolicas.blogspot.com.br/

jes203

INSCREVA-SE NO BLOG CAMINHO SAGRADO – Evangelização e formação católica. Clique nesse link e cadastre seu e-mail. É muito rápido e fácil! A Paz de Cristo

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *