Jesus teve irmãos de sangue?

Tempo de leitura: 8 minutos

Lemos na Bíblia os habitantes de Nazaré falando sobre Jesus em São Mateus 13, 55-56 “Não é ele o filho do carpinteiro? Não se chama dele Maria e os seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? E suas irmãs não vivem todas entre nós? Donde então lhe vêm todas essas coisas?”

E outra passagem, em São Marcos 3, 32-35 “Havia uma multidão sentada em torno dele. Disseram-lhe: “Eis que tua mãe, teus irmãos e tuas irmãs estão lá fora e te procuram”. Ele perguntou: “Quem é minha mãe e meus irmãos? E, repassando com o olhar os que estavam sentados ao seu redor, disse: “Eis a minha mãe e meus irmãos. Quem fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, irmã e mãe”.

Alguns se valem dessas passagens para desmerecer o papel de Nossa Senhora na Bíblia, a tratando com uma mulher qualquer. Poderia Jesus que não teve pecado, ter pecado contra o quarto mandamento que é honrar pai e mãe?! Óbvio que não! Jesus apenas quis dizer que fazemos parte de sua família quando fazemos a vontade de Deus.

Muitos se valem de versículos isolados para afirmar que Nossa Senhora, que Maria, a Mãe de Jesus teve mais filhos. A grande maioria quero acreditar, por realmente não conhecer bem a Bíblia. Outros, infelizmente, de forma mentirosa fazem tal afirmação.

Ao passo que muitos católicos por ter quase nenhuma intimidade com a Palavra de Deus, acreditam nessas afirmações e infelizmente abandonam a fé católica, se é que realmente tiveram fé católica exatamente.

 

Irmãos e irmãs no sentido bíblico?

É bem verdade que no Evangelho fala-se de “irmãos e irmãs” de Jesus, o que não significa que sejam irmãos e irmãs de sangue, filhos de Nossa Senhora.

Na época das narrativas do Santo Evangelho, Jesus falava o idioma aramaico (que é um dileto do hebraico) e nas línguas hebraica e aramaica, usava-se a mesma palavra para expressar os distintos graus de parentescos mais próximos, como primo, irmão, tio, sobrinhos, primo segundo, etc. E para indicar esses graus de parentescos, simplesmente usavam as palavras “irmãos e irmãs”.

Um exemplo bíblico, Abrão chama irmão seu sobrinho Ló, conforme Gênesis 13, 8 “Abrão disse a Ló: “Que não haja discórdia entre mim e ti, entre meus pastores e os teus, pois somos irmãos!”e também em Gênesis 14, 14-16 “Quando Abrão soube que seu parente fora levado prisioneiro, fez sair seus aliados, seus familiares, em número de trezentos e dezoito, e deu perseguição até Dã. Ele os atacou de noite, em ordem dispersa, ele e seus homens, derrotou-os perseguiu-os até Hoba, ao norte de Damasco. Recuperou todos os bens, e também seu parente Ló e seus bens, assim como as mulheres e a tropa.”

Outro exemplo é Labão dizendo “irmão” ao sobrinho Jacó narrado em Gênesis 29, 15 “Então Labão disse a Jacó: “Por seres meu parente, irás servir-me de graça? Indica-me qual deve ser seu salário”.

Na Bíblia não se usam palavras como “tio” ou “sobrinho”, mas são chamados de irmãos os que descendem de um mesmo avô.

Todavia, na Bíblia para evitar confusões usa vários modismos. Por exemplo, tratando-se de irmãos verdadeiros, filhos de uma mesma mãe usavam-se a expressão “Tua mãe e os filhos da tua mãe”. Essa era a única correta de se expressas. Por exemplo, narrado em São Mateus 16, 17 “Jesus respondeu-lhe: “Bem aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi carne ou sangue que te revelaram isso, e sim meu Pai que está nos céus.”

Na Bíblia não há nenhuma passagem menciona os irmãos de Jesus no sentido restrito “filhos de Maria”. Portanto, na Bíblia não aparece nenhum irmão de Jesus segundo a carne.

Em São Lucas 2, 41-52 narra que Jesus subiu a Jerusalém junto com Nossa Senhora e São José, O menino Jesus tinha doze anos e nesse relato não menciona nenhum irmão de Jesus no sentido restrito.

Na cruz, pouco antes de morrer, Jesus confiou Sua Mãe, Maria, ao apóstolo São João, filho de Zebedeu, precisamente porque Nossa Senhora ficava sozinha, sem filhos próprios e sem esposo. Para os judeus uma mulher que ficava sozinha era sinal de maldição e por isso, Jesus confia Maria a João e João a Maria como pode ver em São João 19, 26-27 “Jesus, então, vendo a mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse à mãe: “Mulher, eis teu filho!”Depois disse ao discípulo: “Eis tua mãe!”E a partir dessa hora, o discípulo a recebeu em sua casa”.

Na época das narrativas, os parentes próximos eram muito mais numerosos do que hoje comumente é, visto na época o maior número familiar era fundamental para proteção, cultivo, etc.

 

Quem são os irmãos de Jesus?

Em São Mateus 13, 55-56 menciona os irmãos de Jesus, que são quatro: Tiago ou Jacó, José, Simão e Judas. Dos quatro mencionados, dois eram apóstolos. Tiago também citado como irmão do Senhor em Gálatas 1, 19, é o apóstolo “menor” citado em São Marcos 15, 40 e Judas, servidor de Jesus Cristo e irmão de Tiago.

Podemos ver que Tiago não é irmão de sangue de Jesus, Tiago tem outra mãe, muito embora também se chame Maria, mas não é a mesma Maria, mãe de Jesus. Podemos ver isso em São Marcos 15, 40 “E também estavam ali algumas mulheres, olhando de longe. Entre elas, Maria de Magdala, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José e Salomé”. Essa Maria na verdade é a tia de Jesus, chamada pelo Evangelista São João de “Maria de Cléofas”, conforme podemos ver em São João 19, 25 “Perto da cruz de Jesus, permaneciam de pé sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria, mulher de Cléofas, e Maria Madalena”.

Comparando as narrativas bíblias acima entre si, fica evidente que nem Tiago, nem os outros três mencionados “irmão de Jesus”, eram filhos da Virgem Maria e de São José, mas sim, eram primos e primas de Jesus.

Sigamos a árvore genealógica de duas famílias:

Pai e Mãe = filho (José + Maria = Jesus)

Alfeu ou Cléofas + Maria de Cléofas = filhos: Tiago, José, Simão e Judas

 

Jesus é o filho primogênito de Maria

 Outros dizem que a Bíblia nomeia Jesus como o “primogênito”, ou seja, o primeiro filho de Maria, e isso é sinal de que Maria teve mais filhos.

O fato de que Jesus seja “primeiro filho” não significa que a Virgem Maria tivesse mais filhos depois de Jesus, de forma nenhuma na narrativa do Evangelho quer dizer isso. “E Maria deu a luz o seu filho primogênito”, mas quer dizer que a Virgem não tinha tido outro filho, conforme São Lucas 2, 7 “E ela deu a luz seu filho primogênito, envolveu-o com faixas e reclinou-o numa manjedoura, porque não havia um lugar para eles na sala”.

Nas notas de ropadé da “Bíblica de Jerusalém” tem uma observação sobre esse versículo “No grego bíblico, o termo não implica necessariamente a existência de irmãos mais novos, mas sublinha a dignidade os direitos da criança”.

O fato de ser o primogênito para os judeus era muito importante, porque Jesus sendo o primogênito ficava consagrado totalmente a Deus, segundo a lei judaica conforme Êxodo 13, 2 “Consagra-me todo o primogênito, todo o que abre o útero materno, entre os israelitas. Homem ou animal, será meu”.

Podemos constatar isso também em Êxodo 13, 12 “apartarás para Javé todo ser que sair por primeiro do útero materno, e todo o primogênito dos animais que tiveres: os machos serão de Javé”, e também em Êxodo 34, 19 “Todo o que sair por primeiro do seio materno é meu: todo macho, todo primogênito das tuas ovelhas e do teu gado”.

Portanto, quando vieram falar que Nossa Senhora teve outros filhos de sangue, saiba que biblicamente não procede e que na verdade, pode ser só mais um ataque infundado contra a fé católica e contra Nossa Senhora.

Aprende defende sua fé! É o que nos recomenda nosso primeiro Papa, São Pedro em 1 São Pedro 3, 15-16 “Antes, santificai a Cristo o Senhor, em vossos corações, estando sempre prontos a dar razão da vossa fé a todo que vo-la pede; fazei-o, porém, com mansidão e respeito, conservando a vossa boa consciência, para que, se em alguma coisa sois difamados, sejam confundidos aqueles que ultrajam o vosso bom comportamento em Cristo”.

 


A Paz!

Fernando Y. Kanizawa
[email protected]

CAMINHO SAGRADO
www.caminhosagrado.com
www.facebook.com/caminhosagradoweb
@jesusmariajosek
www.instagram.com/caminhosagradodosenhor

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *