O inimigo faz de tudo para nos confundir

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O inimigo de Deus é orgulhoso, tem profundo ódio por Deus e por Sua criação e por isso tenta de todas as formas manchar e destruí-la, sobretudo nós, imagem e semelhança de Deus, conforme esta livro de Gênesis, capítulo 1, versículo 26 “Então Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele reine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos e sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastem sobre a terra”. Além disso, ele tenta manchar tudo que se remete ao Sagrado e o amor que Deus tem por nós.

No nosso dia a dia temos várias situações que nos lembram da Aliança que Deus tem conosco, pelo menos deveriam. No entanto, o inimigo confunde, mancha e banaliza esses sinais. No livro de I João, capítulo 5, versículo 19 tem uma afirmação “Sabemos que somos de Deus, e que o mundo todo jaz sob o Maligno”. É uma afirmação clara, somos de Deus, no entanto vivemos em um ambiente dominado pelo inimigo de Deus e esse ambiente persegue não só a Deus, mas a Sua Igreja e Seu rebanho.
Vejamos alguns sinais do amor de Deus e de Sua aliança conosco, que atualmente estão quase que totalmente deturpadas, como por exemplo, o arco-íris, descrito no livro de Gênesis, capítulo 9, versículos de 11 a 15, narrado como um sinal da aliança de Deus com o homem “Faço esta aliança convosco: nenhuma criatura será destruída pelas águas do dilúvio, e não haverá mais dilúvio para devastar a terra. Deus disse: “Eis o sinal da aliança que eu faço convosco e com todos os seres vivos que vos cercam, por todas as gerações futuras: Ponho o meu arco nas nuvens, para que ele seja o sinal da aliança entre mim e a terra. Quando eu tiver coberto o céu de nuvens por cima da terra, o meu arco aparecerá nas nuvens, e me lembrarei da aliança que fiz convosco e com todo ser vivo de toda espécie, e as águas não causarão mais dilúvio que extermine toda criatura.”, e infelizmente hoje, o arco-íris é ligado ao movimento LGBT, que tanto persegue os valores cristãos, inclusive com representação em nosso Congresso Nacional.
A luz vermelha em nossas Paróquias, que para nós católicos, significa que Jesus Cristo está presente em corpo, sangue, alma e divindade no Sacrário, mas no mundo, a luz vermelha é sinal de prostituição.
O próprio carnaval, já foi uma festa cristã! Há alguns séculos atrás, o período do carnaval era comemorado a despedida da carne e o início de orações e penitência, a quaresma. Hoje, não tem mais sinal algum de sagrado, pelo contrário. 
A Páscoa, que para os cristãos é comemorado a vitória de Jesus sobre a morte, sinal de nossa salvação, hoje é substituído pelo coelho da páscoa e pelos ovos de chocolate. Infelizmente, até em lares cristãos, que portanto, deveriam comemorar a verdadeira páscoa, as trocam pelo domingo do coelho da páscoa, chocolate e da bebedeira. Sem contar, a própria sexta-feira Santa, que a cada ano que passa, cada vez mais tem se tornado mais um feriado como tantos outros, regados a bebedeira e a vida pagã.
O Natal, data que comemoramos o nascimento de nosso Salvador, a exemplo da Páscoa, também troca-se facilmente Jesus pelo Papai Noel e todo consumismo e a melancolia de fim de ano.
O matrimônio, sacramento comparado apenas com a relação de Jesus e Seu rebanho na Sagrada Escritura, em Efésios, capítulo 5, versículos 25-28 e 32 “Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja”. Atualmente, com todo bombardeio da cultura da nova era, o casamento virou algo banal para muitos, não é mais sagrado. Virou algo descartável, que você pode desfazê-lo e “eliminar” o cônjuge sem muito remorso, não importando muito inclusive, para os filhos pequenos, que crescem traumatizados e sem estrutura familiar.
A sexualidade humana, totalmente banalizada, muitas vezes sinal de sujeira e pecado. No entanto é pecado, somente quando feita fora do matrimônio, pois dentro do matrimônio não é pecado como diz no primeiro livro de São Paulo a Coríntios, capítulo 7, versículos 4 e 5 “A mulher não pode dispor de seu corpo: ele pertence ao seu marido. E da mesma forma o marido não pode dispor do seu corpo: ele pertence à sua esposa. Não vos recuseis um ao outro, a não ser de comum acordo, por algum tempo, para vos aplicardes à oração; e depois retornai novamente um para o outro, para que não vos tente Satanás por vossa incontinência”. Sem falar, nas relações homossexuais, que de todas as formas possíveis o mundo bombardeia na cabeça das pessoas, que é algo natural e moderno, no entanto no livro de Levítico, capítulo 20, versículo 13 diz “Se um homem dormir com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometerão uma coisa abominável. Serão punidos de morte e levarão a sua culpa”. Muitos defendem isso, com o argumento que no mundo animal há relações homossexuais, mas isso é um argumento também perigoso, pois no mundo animal também há relações entre pais e filhos, entre irmãos, há canibalismo, há animais que se alimentam de fezes e assim por diante. Diferentemente que o mundo diz, a Igreja acolhe essas pessoas e não as excluí, mas não é conivente com o pecado que elas praticam.
O aborto, certamente o crime mais hediondo que se pode ter! Assassinato de uma pessoa que não tem a menor chance de se defender, sendo julgada e culpada por atos que não cometeu. A principal argumentação do grupo que defende a prática, é que a mulher é dono de seu corpo. Isso é verdade, no entanto a mulher é dono só do seu corpo, a criança não faz parte do corpo dela e só está ali no ventre da mãe por que teve a ação de dois adultos, por que houve relação sexual. A mulher tem realmente o direito de escolher, mas antes de engravidar, depois é consequência dos atos que cometeu! Entre pessoas que NÃO vivem a Palavra de Deus, ela tem o direito e o dever de se prevenir ou então, entre pessoas cristãs, viver a castidade ou então a relação somente dentro do matrimônio. O demônio consegue tornar a mais perfeita criação de Deus, como diz na Sagrada Escritura, imagem e semelhança de Deus em imagem e semelhança dele, o demônio. Uma cachorra, mesmo que de porte pequeno avança em qualquer estranho que tente se aproximar de seus filhotes, uma galinha mesmo não tendo a menor condição física de defender os pintinhos de um predador não exita em defende-los, uma vaca com bezerro novo, muitas vezes apenas uma ou outra pessoa ela permite que se aproxime. Ou seja, é extinto natural de mãe, mas o inimigo consegue sujar o homem e mulher de tal forma, que há mulheres que matam seus filhos no ventre.
O cristão é chamado a nadar contra a maré, viver na contra mão do mundo. Vivemos no mundo, mas não somos do mundo. Devemos ser o sal da terra, como diz em São Mateus, capítulo 5, versículo 13 “Vós sois o sal da terra. Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens”.
Peçamos diária e constantemente a Deus para vivamos segundo a Vossa Palavra e para isso, não podemos deixar nunca de rezar, pois como diz na carta de São Paulo aos Romanos, capítulo 8, versículo 5 “Os que vivem segundo a carne gostam do que é carnal; os que vivem segundo o espírito apreciam as coisas que são do espírito” e no primeiro livro de João, capítulo 2, versículos 15 a 18 “Não ameis o mundo nem as coisas do mundo. Se alguém ama o mundo, não está nele o amor do Pai. Porque tudo o que há no mundo – a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida – não procede do Pai, mas do mundo. O mundo passa com as suas concupiscências, mas quem cumpre a vontade de Deus permanece eternamente. Filhinhos, esta é a última hora. Vós ouvistes dizer que o Anticristo vem. Eis que já há muitos anticristos, por isto conhecemos que é a última hora.” 
 

A Paz!

Fernando Y. Kanizawa
[email protected]

CAMINHO SAGRADO
www.caminhosagrado.com
www.facebook.com/caminhosagradoweb
@jesusmariajosek
www.instagram.com/caminhosagradodosenhor

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *