OBEDIÊNCIA A DEUS – Segredo para não se perder

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Quando se fala em pecado original, a grande maioria das pessoas logo pensam que o pecado em si foi a relação sexual entre Adão e Eva. Inclusive comumente por ai, vinculam-se a maçã mordida com sensualidade, sexo e assim por diante.
No entanto, o pecado de Adão e Eva não foi ter tido relação sexual! Pois relação sexual no matrimônio não é pecado, pelo contrário, é dom de Deus. Relação sexual só é pecado quando feita fora do matrimônio.
No livro de Gênesis capítulo 2, versículos de 22 a 25 diz “E da costela que tinha tomado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher, e levou-a para junto do homem.“Eis agora aqui, disse o homem, o osso de meus ossos e a carne de minha carne; ela se chamará mulher, porque foi tomada do homem.” Por isso o homem deixa o seu pai e sua mãe para se unir à sua mulher; e já não são mais que uma só carne. O homem e a mulher estavam nus, e não se envergonhavam”. Na passagem do Santo Evangelho segundo São Marcos, no capítulo 10, versículos 7 e 8 diz “Por isso, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher; e os dois não serão senão uma só carne. Assim, já não são dois, mas uma só carne”, como podemos ver Adão e Eva eram casados e portanto, não foi pecado se tiveram relação sexual.
São Tomás de Aquino, um dos grandes doutores da Igreja dizia que Adão e Eva só não tiveram relação sexual no paraíso se não tiveram tempo e se tiveram foi a relação mais bonita e prazerosa que se podia ter.
O pecado de Adão e Eva foi a desobediência a Deus, pois no livro de Gênesis capítulo 2, versículos 15 a 17 diz “O Senhor Deus tomou o homem e colocou-o no jardim do Éden para cultivá-lo e guardá-lo.Deu-lhe este preceito: “Podes comer do fruto de todas as árvores do jardim; mas não comas do fruto da árvore da ciência do bem e do mal; porque no dia em que dele comeres, morrerás indubitavelmente”. Podemos ver nessa passagem que houve a desobediência de Adão e Eva, sobretudo, de Adão já que Eva ainda não existia e Deus havia dado o jardim do Éden a Adão para cultivar e cuidar. Além da desobediência houve a arrogância e prepotência de quererem serem deuses, plantada pelo inimigo, representada pela serpente no texto, pois os enganaram dizendo que eles, Adão e Eva como podemos ver no capítulo 3 do livro de Gênesis nos versículos de 3 a 6 “Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Vós não comereis dele, nem o tocareis, para que não morrais.”“Oh, não! – tornou a serpente – vós não morrereis! Mas Deus bem sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão, e sereis como deuses, conhecedores do bem e do mal.” A mulher, vendo que o fruto da árvore era bom para comer, de agradável aspecto e mui apropriado para abrir a inteligência, tomou dele, comeu, e o apresentou também ao seu marido, que comeu igualmente”. Após isso, Adão e Eva foram expulsos do paraíso e vieram as dores, a fadiga e a morte.
Essas passagens estão no primeiro livro da Bíblia, mas como são tão atuais. Deus nos dá tanta liberdade, a verdadeira liberdade, no entanto o inimigo nos cega com os prazeres do mundo, com a falsa liberdade amplamente difundida pelos meios de comunicação e com a ideia que o homem não precisa de Deus, que a capacidade humana é o suficiente, é superior. Os sábios desse mundo para tudo têm uma explicação, um motivo. Ser ateu nos dias de hoje é “cult”, ser cristão é sinal de burrice, de fanatismo e assim por diante. Há um grande movimento de desmoralização da fé, sobretudo a fé cristã, especialmente a católica.
Imagine você em um sítio, totalmente escuro e você sem nenhuma lanterna ou lamparina e precisa encontrar as coisas básicas como água e comida para sobreviver. Certamente irá tropeçar, cair e bater a cabeça várias vezes e talvez nem encontre o que precisa. Mas se tiver uma fonte de luz, o ajudará muito. Contudo, é preciso de fique próximo a luz, se por exemplo, a luz estiver de um lado do sítio e você de outro pouco adiantará.
Assim é nossa vida espiritual! O mundo que vivemos é esse sítio escuro já que em I João, capítulo 5, versículo 19 diz “Sabemos que somos de Deus, e que o mundo todo jaz sob o Maligno”e a luz é o nosso Senhor Jesus Cristo como podemos ver em São João, capítulo 8, versículo 12 “Falou-lhes outra vez Jesus: Eu sou a luz do mundo; aquele que me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida”. O Senhor Jesus é a luz que nos guia, que ilumina nossos passos na escuridão, mas pouco adianta ficarmos longe da fonte de luz, pois mesmo vendo a luz a distância não ajudará a iluminar nossos passos.
No nosso dia a dia, muitas vezes damos muitos passos para longe da Luz, vamos caminhando para as trevas, com o inimigo enganando dizendo que tem luz mais poderosa e/ou que as trevas não são tão densas assim.
Desobedecemos a Deus, desobedecemos as Suas leis, nos afastamos da nossa única fonte de Luz que é Jesus Cristo e com isso, sofremos, temos dores, temos fadiga, tropeçamos, caímos, batemos a cabeça e assim por diante.
Precisamos sempre estar próximo a luz, sempre obedecendo aos planos de Deus assim como por exemplo Maria fez, dizendo seu “sim” e não como Eva e Adão desobedecendo a Deus. Pois a desobediência a Deus só gera tristeza e sofrimento.
Peçamos todos os dias ao Divino Espírito Santo que nos auxilie nessa difícil jornada, que é resistir as tentações do inimigo, resistir as nossas vontades da carne, a nossa soberba, a nossa auto-suficiência, o nosso “endeusamento”. Tenhamos os olhos sempre firmes e fixos para o Senhor dos senhores, o Rei dos reis, nosso Senhor Jesus Cristo e Seus ensinamentos.
A Paz!
Fernando Y. Kanizawa
[email protected]

CAMINHO SAGRADO
www.caminhosagrado.com
www.facebook.com/jesusfilhodedavitemmisericordiademim
@jesusmariajosek

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *