Tome partido nessas eleições

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Foto: José Cruz/Agência Brasil 04/09/2014- Brasília- DF, Brasil- O presidente do TSE, Dias Toffoli, conclui a assinatura digital e lacração dos sistemas eleitorais que serão usados nas eleições de outubro.
Foto: José Cruz/Agência Brasil

Isso mesmo que leu, tome partido! Mas não é o “partido” político no sentido literal, mas sim, o partido de Jesus Cristo. Até porque, nossa política nacional não tem “esquerda” ou “direita”, é em sua quase que totalidade de esquerda, o que temos é no máximo a “direita da esquerda”, no máximo. Vejo alguns católicos que defendem ferrenhamente o liberalismo, contudo, assim como a Igreja condena o comunismo, condena o também liberalismo. Obviamente o comunismo tem certa gravidade, pois é completamente contra a liberdade, persegue o cristianismo, assassina cristãos e qualquer outra pessoa que vá contra sua ideologia.

A Sagrada Escritura diz em São Mateus 15, 20 “Lembrai-vos da palavra que vos disse: O servo não é maior do que o seu senhor. Se me perseguiram, também vos hão de perseguir. Se guardaram a minha palavra, hão de guardar também a vossa”, também podemos ver o próprio apóstolo São Paulo, antes de sua conversão na época em que perseguia os cristãos, Jesus ao aparecer a ele diz em Atos 9, 4 “Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?”. Portanto meu irmão e minha irmã, quem persegue a Igreja, que persegue os ensinamentos de Cristo, quem persegue os cristãos, persegue o próprio Jesus Cristo. Portanto meu irmão e minha irmã, quem apóia pessoas que são contra os valores que Cristo nos deixou, é contra Cristo.

Veja realmente o que seu candidato e o partido que ele pertence defendem. São contra os valores cristãos? São contra a família? São contra a vida? Não vote! Por mais “gente boa” que pareça ser esse candidato, não vote!

Em nome de Jesus, purgue essa expressão tão comum entre a população “rouba, mas faz”. Os adjetivos para a pessoa que rouba é “bandido” e “ladrão”. Se você agora roubar um litro de leite na mercearia próxima a sua casa, mesmo que seja num ato de desespero para alimentar seus filhos, você será preso se for pego. E por que quem rouba milhões do povo não é bandido?! Porque faz praça, asfalto “casca de ovo” distribui cesta básica e assim por diante!? Perfeitamente compreensível se algum político no passado fez uma creche que você estudou, que assim seus pais puderam trabalhar e cuidar melhor de você e seus irmãos, talvez um posto de saúde e assim por diante. Mas meu irmão, isso é obrigação! Político recebe e recebe muito bem para administrar nosso dinheiro, não faz mais que a obrigação. Não existe “rouba, mas faz”! Quem rouba é bandido, é ladrão! Quem rouba, mata pessoas, pois o dinheiro que iria para a segurança, saúde e educação já não existe mais e o que nos resta é esse cenário atual. Sem falar no alto índice de desempregados e empresas fechando as portas.

Sei que escolher um candidato nesse cenário atual que temos que defenda os valores cristãos é quase uma missão impossível. Mas escolha então o “menos ruim”, ou o “menos péssimo”. Mas não se deixe cair nessas campanhas populistas cada vez mais comuns.  Por muitas das vezes, por mais que pareça que determinado político esteja preocupado com o povo, na verdade está preocupado com a próxima eleição e não com o povo. Se realmente estive interessado no povo, tentaria atrair investimentos, abertura de novas empresas, cooperativas e assim por diante para gerar empregos e não dependência do estado.

A ideologia que domina nossa política, como uma espécie de “guru” chamado Antonio Gramsci, consiste fomentar divisões na população, causar caos social, perseguição da religião, degradação da pessoa e assim por diante. Isso com maestria eles (políticos) têm conseguido, infelizmente. Veja como estamos divididos, são os negros contra os brancos; sulistas contra nordestinos; mulher contra homem; homo contra hétero e assim por diante. No Brasil morre mais gente que nas guerras do Oriente Médio, por puro desgoverno, omissão e ouso dizer de forma proposital.
Estamos numa grande guerra pela vida, por nossas crianças e por nossas famílias. Vencemos uma batalha contra a ideologia de gênero, mas a guerra esta longe de terminar. Em um país que se diz cristão, projetos como da ideologia de gênero, aborto e casamento gay nem deveriam entrar em votação. Mas infelizmente não só entram, mas como muitas das vezes chegam a serem aprovados.

Nosso Senhor, em São Lucas 6, 46 nos questiona “Por que me chamais: Senhor, Senhor… e não fazeis o que digo?”. Às vezes até honramos a Deus com nossas bocas, mas nosso coração esta muito longe disso. O próprio Jesus já nos alertava em São Mateus 15, 7-9 “Hipócritas! É bem de vós que fala o profeta Isaías: Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim. Vão é o culto que me prestam, porque ensinam preceitos que só vêm dos homens”.

Vote consciente, vote a favor da vida, da família, dos valores cristãos, da dignidade humana! Omissão também é pecado, como São Tiago nos alerta em capítulo 4, versículos 17 “Aquele que souber fazer o bem, e não o faz, peca”.


Paz e bem!

Fernando Y. Kanizawa
[email protected]

CAMINHO SAGRADO
www.caminhosagrado.com
www.facebook.com/caminhosagradoweb
@jesusmariajosek
www.instagram.com/caminhosagradodosenhor

Acompanhe a programação da “Web Rádio Sagrada”, baixe o APP para seu smartphone

Apple Store – https://itunes.apple.com/br/app/id1036312551
Google Play – https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.mobradio.sagradafamilia&hl=pt_BR

Comments

comments

Cadastre seu e-mail para receber nossas publicações:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *